terça-feira, 25 de abril de 2017

Notícias de Educação - 25/abr/2017


Nossa palavra

Tem idade certa para alfabetizar?
O programa desta semana continua falando da alfabetização. A BNCC prevê que todos os alunos estejam alfabetizados até o 2º ano do Ensino Fundamental. Não seria cedo demais?
Não perca! (Focando Educação)


Na Sala de Aula


O que professores brasileiros pensam sobre reprovação
Nas últimas décadas, diversos estudos buscaram compreender os efeitos da reprovação no percurso escolar de um aluno. O assunto, no entanto, ainda divide opiniões de educadores brasileiros. Enquanto 13% dos professores são contrários a essa prática e 9,4% dizem ser a favor da retenção, outros 78% dos docentes adotam uma postura intermediária – eles concordam ou discordam parcialmente da medida. (Porvir)

Para antecipar a alfabetização, é preciso ter pacto com a qualidade
A terceira e última versão da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) trouxe uma mudança em relação a alfabetização. A alteração antecipa o compromisso do país com o processo alfabetizador. O Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (Pnaic) considera alfabetizar até os oito anos de idade; já o Plano Nacional de Educação (PNE), em sua meta 5, grafa que a alfabetização deve acontecer “no máximo, até o terceiro ano do Ensino Fundamental”. A mudança reacendeu o debate acerca da qualidade da alfabetização e das condições necessárias para que ela se efetive. (Carta Educação)

Me formei, e daí? Como desenvolver competências que a faculdade não ensina
Foram quatro anos ou mais de dedicação na faculdade. Noites mal dormidas para terminar trabalhos, estudar para exames e muita correria para não perder aulas. Com conteúdo superatualizado, um recém-formado pode estar tecnicamente pronto para o mercado de trabalho, mas, dependendo de seu grau de amadurecimento, ainda precisa desenvolver competências socioemocionais não estimuladas nas universidades, consideradas imprescindíveis pelos recrutadores. (Gazeta do Povo)


Avaliações




Publicada a portaria do Sistema de Avaliação da Educação Básica (SAEB)
  • O Ministério da Educação (MEC) publicou nesta quinta-feira, 20, a portaria número 564, que altera o público-alvo do Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb). A partir de agora, passarão a fazer as avaliações do Saeb todas as escolas públicas e privadas, de zonas urbanas e rurais, e com pelo menos dez estudantes matriculados em turmas regulares na 3ª série do Ensino Médio (ou 4ª série do Ensino Médio quando esta for a série de conclusão da etapa). As escolas públicas de zonas urbanas e rurais com dez ou mais estudantes matriculados em turmas regulares de 3º, 5º e 9º ano do Ensino Fundamental seguem fazendo as avaliações como já ocorria.
  • (Inep)

Gestão de Escola

Ele inovou na educação e virou milionário
Um professor que transforma o jeito de ensinar, mesmo com pouquíssimos recursos pode se tornar referência internacional em cinco anos de carreira e ganhar mais de R$ 1 milhão. Esta proeza foi conquistada pelo capixaba Wemerson Nogueira, 26 anos (ao centro na foto), que esteve contando a sua trajetória de sucesso na reunião do Conselho do Movimento Santa Catarina pela Educação, na última quinta-feira, para lideranças empresariais de SC e de entidades educacionais do país. (Diário Catarinense)


Inclusão


Decreto inclui pessoas com deficiência em cotas de universidades federais
  • As universidades federais e os institutos federais de ensino técnico de nível médio deverão reservar parte das vagas destinadas às cotas de escolas públicas a estudantes com deficiência. A reserva deverá ser na mesma proporção da presença total de pessoas com deficiência na unidade federativa na qual está a instituição de ensino, segundo o último Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).
  • (EBC)

Leis, políticas e politicagens

Comisão de Educação pode aprovar novas regras para liberação do FGTS
  • O trabalhador pode ser autorizado a sacar dinheiro do seu Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para pagar cursos e quitar empréstimos estudantis. Essa proposta está em projeto de lei que a Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) pode aprovar na próxima terça-feira (25), na sua sessão deliberativa, marcada para as 11h.
  • (Senado)
MG: MP solicita à Secretaria de Educação que escolas orientem sobre navegação segura na internet
  • Embora adote cautela diante das notícias sobre suposta captação de jovens por pessoas e grupos em redes sociais para a realização de tarefas e desafios que importem riscos à saúde e à vida do usuário, o Ministério Público de Minas Gerais (MPMG) encaminhou ofício à Secretária Estadual de Educação solicitando a adoção de medidas preventivas nas escolas do estado. O objetivo é que as instituições de ensino orientem alunos e pais ou responsáveis sobre o uso seguro da internet, desenvolvendo ações preventivas.
  • (Hoje em Dia)

Para pensar - artigos e opiniões

Criança e Natureza: Para libertar a educação, vamos desemparedar os alunos
Lousa, mesas e cadeiras. Essa era a imagem que vinha à mente quando se pensava em escola. Atualmente, várias práticas educativas têm sido propostas e o desemparedar é uma delas. A ideia é bastante simples: transformar áreas além dos muros escolares, como jardins, plantações, terreiros, riachos, descampados, entre outros lugares abertos, em espaços de exploração e aprendizagem, onde as crianças podem ouvir histórias, desenhar, brincar, relaxar e, ainda assim, trabalhar uma grande diversidade de conhecimentos. (Época)

Ser feliz e aprender
  • O que é mais valioso: ter a certeza de que o filho está feliz, ou saber que ele está com boas notas na escola? Certamente haverá quem, diante dessa questão, priorize um ou outro aspecto. Mas provavelmente a maioria dos pais de adolescentes antes de tudo questionarão a própria pergunta. Afinal, ser feliz e ter bom desempenho escolar não devem ser excludentes. E esta foi uma das principais conclusões de um relatório divulgado na semana passada pela OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico).
  • (O Globo)

O medo da prova revela que precisamos rever nossas avaliações
  • Quem nunca ouviu frases como estas: "se o aluno não foi bem no teste, é porque não se esforçou o suficiente", ou, ainda, "professor bom é rigoroso, reprova boa parte da sala e suas provas deixam os alunos amedrontados"... Estas falas, tão comuns no cotidiano de escolas e universidades, evidenciam que a cultura de responsabilização dos estudantes pelo baixo desempenho ainda é muito forte no Brasil.
  • (Uol)
Educação física pode frear bullying escolar
É mais que sabido que muitos casos de bullying escolar envolvem as atividades físicas. Nós, profissionais da educação física, precisamos agir para frear o grande número de casos de bullying escolar. Há uma forma de se conseguir isso. Basta pensá-la de modo educacional, como acontece com as demais disciplinas. (Gazeta Esportiva)

O que o jogo da Baleia Azul nos ensina
  • As notícias sobre o jogo da Baleia Azul provocaram diferentes reações na sociedade. Primeiramente, elas colocaram na ordem do dia as reflexões e os debates a respeito do suicídio. Sabemos que o índice de suicídio vem crescendo no mundo todo, em todas as faixas etárias, em especial entre os jovens e adolescentes. Nós, que passamos a adolescência em um mundo com características diferentes do atual, ainda achamos que eles devem ser tratados como fomos –ou como imaginamos que fomos.
  • (Folha de São Paulo)


Pesquisas e Estatísticas

Habilidades mal distribuídas prejudicam jovens latino-americanos
O Reporte de Economia e Desenvolvimento (RED), apresentado nesta segunda-feira na Casa de América em Madri, analisa as habilidades necessárias para o trabalho e a vida. Segundo a economista e responsável pelo projeto, Lucila Berniell, “América Latina fez avanços importantes nestes últimos 20 anos, mas continua havendo desafios em produtividade e educação”. (Exame)


Ensino Superior


Governo anuncia o fim das bolsas de estudo do Ciência sem Fronteiras
  • O Ministério da Educação (MEC) anunciou oficialmente o fim do programa de bolsas de estudo Ciência sem Fronteiras (CsF), que propunha a mobilidade acadêmica de estudantes brasileiros em diferentes níveis de estudo e para diversos países do mundo. Falta de verba e baixa proficiência no inglês dos candidatos foram os motivos alegados pelo MEC.
  • (Brasil Escola)
Afundada em dívidas, UERJ vive seu pior momento
  • Afundada em dívidas, a instituição começou as aulas somente no dia 10 deste mês, depois de sucessivos adiamentos. Mas ainda não se sabe se há condições de retomar seu funcionamento. O restaurante universitário permanece fechado, técnicos administrativos continuam em greve, bolsas de iniciação científica e as bolsas-permanências, voltadas para alunos cotistas, estão atrasadas, professores e servidores não recebem salários desde janeiro. A dívida do Estado com a folha de pagamento é de R$ 350 milhões, informou a reitoria.
  • (Exame)
Brasil adere a aliança internacional que reforça intercâmbio entre universidades
  • O ministro da Educação, Mendonça Filho, assinou nesta segunda-feira, 24, memorando de entendimento para adesão à Aliança para a Mobilidade Acadêmica junto à Organização dos Estados Ibero-americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OEI). Pelo documento, o Brasil se compromete a divulgar e impulsionar programas de intercâmbio de estudantes, professores e pesquisadores em instituições de educação superior dos países ibero-americanos. A intenção é alcançar 200 mil estudantes até 2020.
  • (MEC)

Profissonais da Educação

Governo de Goiás anuncia conjunto histórico de benefícios para Educação
  • Em reunião de trabalho com a Secretaria de Educação, Cultura e Esporte (Seduce), a equipe econômica e o Sindicato dos Trabalhadores na Educação do Estado (Sintego), o governador Marconi Perillo anunciou nesta segunda-feira, dia 24, uma série de benefícios para os servidores técnico-administrativos e professores da rede estadual de ensino. Entre eles estão a criação de vale-alimentação de R$ 500 mensais e aumentos salarias de 7,64% para todos os professores efetivos, de 21% para os servidores técnico-administrativos e de 34% para os temporários.
  • (Governo de Goiás)

Outras do dia

Ministério da Educação descredencia faculdade ligada a grupo educacional investigado por fraudes
  • O Ministério da Educação descredenciou a Faculdade Centro Sul do Paraná (Facspar), ligada ao Grupo Facinepe, investigado por fraudes em cursos e na emissão de diplomas universitários. A decisão foi tomada pelo secretário substituto da Secretaria de regulação e supervisão da educação superior, Rubens de Oliveira Martins, e publicada no Diário Oficial da União desta segunda-feira (24).
  • (G1)

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Notícias de Educação - 24/abr/2017


Na Sala de Aula

A reinvenção da escola passa pela reinvenção do professor
  • Em entrevista ao blog, Nick Kim, diretor da unidade Tahoma da rede de ensino americana Summit Public Schools, conta como a escola, antes uma instituição comum, se transformou em referência em Educação inovadora nos Estados Unidos e no mundo.
  • (O Estado de São Paulo)
Por sugestão de aluno, escola troca aula de Educação Física por "LoL"
O sinal toca. Aos poucos, alunos do sexto ao nono ano do Ensino Fundamental entram na sala e enchem o ambiente com conversas animadas. O professor cumprimenta e chama cada um pelo nome. Todos se sentam. Eu até poderia estar presenciando uma aula comum, mas a auxiliar do professor escreve na lousa "Objetivos: matar 80 tropas" e é neste momento que me lembro que estou em uma classe de "League of Legends". (Uol)

Especialistas indicam formas de combate a atos de intimidação
  • Especialistas, como a professora de psicologia Ciomara Shcneider, psicanalista de crianças e adolescentes, defendem que pais e escola devem estar atentos ao comportamento dos jovens e manter sempre abertos os canais de comunicação com eles. Para ela, o diálogo continua a ser a melhor arma contra esse tipo de violência, que pode causar efeitos devastadores em crianças e adolescentes.
  • (MEC)

  • Pais e escolas devem dar atenção a comportamento de estudantes
  • (MEC)
  • Pacto pretende promover ações contra a violência nas escolas
  • (MEC)
Estudantes elegem 'vadias da semana' em colégio de São Paulo e aluna diz 'querer morrer'
"Já tava no chão. Agora com essa, quero morrer". Esse foi o desabafo de uma adolescente da Escola Estadual Professora Helena Lombardi Braga, de São Paulo, a uma amiga no Whatsapp na semana passada. Os acontecimentos que a levaram até a declaração se assemelham ao roteiro da série 13 Reasons Why, popular no Netflix, que aborda o suicídio de uma adolescente após meses de bullying machista nos corredores da escola. (Huff)

Jovens vão à periferia ensinar a empreender
  • A experiência dos amigos fez com que chegassem à conclusão de que deveriam retribuir. Foi assim que criaram, no ano passado, um projeto para ensinar empreendedorismo a outros estudantes da mesma idade, no bairro do Campo Limpo, periferia da zona sul de São Paulo.
  • (O Estado de São Paulo)


Avaliações

Avaliação da educação básica será feita em escolas públicas e privadas
  • O Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb) vai avaliar todas as escolas públicas e privadas, de zonas urbanas e rurais, com pelo menos dez estudantes matriculados em turmas regulares na 3ª série do ensino médio (ou 4ª série do ensino médio, quando esta for a série de conclusão da etapa).
  • (Portal Brasil)
  • Sistema de Avaliação passa a operar com novo público-alvo
  • (MEC)
Enem: candidato com 18 anos ou mais sem ensino médio não precisa ser treineiro
  • Estudantes com 18 anos ou mais que ainda não concluíram o ensino médio poderão usar a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para ingressar no ensino superior. No entanto, esse candidato precisa fazer um outro exame, a nível estadual ou municipal, para receber o certificado de conclusão da etapa de ensino. Isso significa que, mesmo que ainda não tenha a certificação em mãos, não precisará se inscrever como treineiro no Enem.
  • (EBC)
  • Entenda quem é considerado “treineiro” para o Enem
  • (MEC)
  • Candidatos que solicitem isenção precisam comprovar baixa renda
  • (MEC)

Gestão de Escola

Seu produto de tecnologia para educação é uma geladeira ou uma máquina de lavar?
Empreendedores da área de educação adoram falar a respeito de curvas de adoção e uso de seus produtos. É um jeito mais sofisticado de olhar para um conceito básico: a proporção em que uma ferramenta, modelo ou abordagem satura o mercado. Nem todas as curvas de adoção são iguais. Dependendo das características das ferramentas e os usuários que querem atingir, o arco de adoção pode ser bastante diverso. Uma dessas distinções diz respeito à maneira com que a novidade harmoniza com a estrutura de uma escola tradicional. (Porvir)

Baleia Azul faz ampliar debate sobre terceirização da educação e do afeto
  • Os relatos sobre adolescentes que teriam sido ameaçados, induzidos à automutilação e ao suicídio após envolvimento em atividades na internet (como o que ficou chamado de jogo da Baleia Azul) deixam os pais apreensivos e acendem um alerta para as famílias não abrirem mão de criar um canal de diálogo com os filhos. Especialistas ressaltam que famílias não devem abrir mão de criar um canal de diálogo com os filhos.
  • (JC)

  • A tragédia do suicídio juvenil
  • (IstoÉ)
  • Baleia azul. Como proteger os jovens dos riscos
  • (O Povo)

Inclusão

3 coisas que um Especialista em Educação Especial deve saber para se destacar
  • Para garantir educação de qualidade aos alunos com necessidades especiais, o Governo Federal instituiu através da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, as orientações para a educação especial na educação básica no país. Estas diretrizes definem três princípios a serem seguidos na educação especial: a preservação da dignidade humana; a busca da identidade; e o exercício da cidadania.
  • (O Diário)
Dia Nacional da Libras é celebrado com novidades na aprendizagem para surdos
  • (...) Janaína está entre os 9,7 milhões de pessoas em todo o Brasil a serem lembradas no Dia Nacional da Língua Brasileira de Sinais (Libras), data celebrada na segunda-feira, 24. Dados do Censo de 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) indicam que, desse total, cerca de 2,2 milhões têm deficiência auditiva em situação severa; e, entre estes, 344,2 mil são surdos.
  • (MEC)
Um robô contra o autismo
Kaspar tem o tamanho de uma criança de quatro anos e responde a estímulos táteis. Quando o toque é apropriado, reage com animação e empatia. Se passa do limite, afasta-se e se recolhe. Esta é uma das habilidades do robô criado na Universidade de Hertfordshire, na Inglaterra, para ajudar no tratamento de meninos e meninas autistas. Nos Estados Unidos, no último episódio da temporada de Vila Sesamo, exibido há duas semanas, Garibaldo e sua turma foram apresentados à Júlia, portadora da síndrome. No clima descontraído do programa, os velhos personagens aprendem a conhecer a nova amiga e a fazer dela mais uma parte da divertida gangue. A chegada de Kaspar e de Julia ao tratamento do autismo faz parte do esforço para preparar cada vez mais as crianças para dividirem os ambientes familiares, sociais e profissionais com todos os que não apresentam a condição. (IstoÉ)


Leis, políticas e politicagens


Proibição de debate sobre gênero em Volta Redonda é inconstitucional, diz TJ-RJ
  • Foi considerada insconstitucional pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro a lei que proíbe a discussão de gênero nas escolas de Volta Redonda. Baseada no argumento de que o texto viola os princípios do Estado republicano e laico, sendo incompatível com o pluralismo político, a decisão foi tomada na segunda-feira (17), por maioria de votos dos desembargadores.
  • (G1)
"Nosso ensino médio estava na direção errada", diz diretor de Educação e Tecnologia da CNI
  • O economista Rafael Lucchesi fez uma análise positiva sobre o polêmico projeto do ensino médio encaminhado pelo governo federal e aprovado pelo Congresso. Na avaliação de Lucchesi, que também é diretor geral do Senai e do Sesi no país, a discussão técnica sobre o assunto foi prejudicada pelo momento político que era vivido pelo Brasil, com o impeachment da então presidente Dilma Rousseff (PT). “Hoje no Brasil tudo é um Fla x Flu”, afirma.
  • (Notícias do Dia)

Para pensar - artigos e opiniões

Baleia Azul ou Baleia Rosa: a escolha de uma vida inteira
  • Sob a máscara de identidades virtuais verdadeiras ou falsas, e agindo detrás de monitores, muitos usuários têm a sensação de vestir o anel da invisibilidade, agindo sem qualquer limite: incitam a violência, publicam ofensas, externam todo tipo de preconceito. Por não ter, ainda, formas estruturadas de vigilância, controle ou punição, a internet se converte muitas vezes num território de maldades. Enquanto uns se escondem, outros anseiam exatamente pelo contrário: retirar o anel.
  • (G1)
"Uberização" da educação: saem pedagogos e Construtivismo, entram gestores e neurociências
  • As intermináveis fases da Operação Lava Jato e os diários spots que iluminam a ribalta do STF são apenas mera cortina de fumaça, estratégia diversionista para esconder os lentos, porém, seguros passos para um novo projeto de nação – doravante o projeto Neodesenvolvimentistas dos governos lulopetistas será substituído pela agenda da inserção definitiva do Brasil no chamado “Capitalismo Cognitivo”. Ainda de maneira esporádica, analistas estão começando a perceber os indícios desse secreta agenda: “uberização das profissões”, “economia do compartilhamento cooperativo”, “cooperativismo de plataforma”, “precarização do trabalho”, “terceirização” etc.
  • (CGN)

Pesquisas e Estatísticas

Estudo levanta dados de organizações que querem influenciar o ensino no BR
Mapeamento inédito traz informações sobre programas de empresários, movimentos sociais e militâncias para a formação de professores. Alguns dados interessantes: O primeiro deles é a análise das fontes dos recursos financeiros disponíveis dessas entidades. As mais citadas pelas organizações em 2015 foram os grupos empresariais. Das 119 fontes listadas que representaram mais de 20% dos recursos disponíveis, 33 eram de empresas e 23 de doações de fundações ou investidores sociais privados. Subvenções, convênios e parcerias com o setor público aparecem em terceiro lugar, sendo as principais fontes de financiamento para 15 instituições. Os orçamentos anuais variam muito entre elas, de menos de R$ 500 mil para mais de R$ 20 milhões. (Gazeta do Povo)

Competitividade na escola pode não produzir os melhores resultados do exame (texto em inglês)
O último estudo do PISA, realizado em 2015, avaliou mais de meio milhão de estudantes em 72 países. Pela primeira vez, também perguntou aos respondentes em 53 países questões mais amplas sobre seu bem-estar social e emocional, abordando suas relações com colegas, pais e professores. As descobertas, publicadas em 19 de abril, sugerem que as circunstâncias familiares e o bem-estar psicológico dos estudantes são tão importantes quanto a escolaridade para o seu eventual desempenho. Uma das principais conclusões do estudo é a importância do desejo dos estudantes de ter sucesso, independentemente de sua aptidão natural. Em geral, os 25% de alunos que se descrevem como os mais motivados obtêm pontuações médias que correspondem a um ano extra de escolaridade em relação aos 25% inferiores. No entanto, nem todas as formas de motivação são iguais. (The Economist)


Ensino Superior



MEC autoriza curso superior de tecnologia em serviços jurídicos; OAB critica
  • O Ministério da Educação (MEC) homologou parecer do Conselho Nacional de Educação (CNE) que autoriza o funcionamento de curso superior de tecnologia em serviços jurídicos. A autorização foi publicada ontem (18), no Diário Oficial da União. O parecer havia sido aprovado em 15 de fevereiro deste ano pelo CNE e encaminhado para homologação do MEC.
  • (EBC)
Nota do Enem abre portas para brasileiros em 22 universidades de Portugal
  • Experiência cultural, oportunidades diferentes, concorrência menor por vagas e taxas relativamente baratas. Esses são alguns dos motivos que têm levado estudantes brasileiros a fazer uma graduação do outro lado do oceano, em Portugal.
  • (Uol)

Outras do dia

Por que a marcha pela ciência foi um fiasco no Brasil?
  • No último sábado (22), cientistas e simpatizantes de ciência de dezenas de países saíram às ruas para protestar contra uma espécie de descaso generalizado com o conhecimento científico. Isso pode ser observado, dizem, pelo crescimento de crenças no lugar de evidências e pelos cortes de recursos destinados a pesquisas científicas. O problema é que, no Brasil, havia poucos cientistas e, menos ainda, “simpatizantes” marchando pela ciência. Cientistas brasileiros atribuem a falta de simpatizantes à má qualidade da nossa educação científica. Somos um dos piores países do mundo no ensino de ciências de acordo com o exame internacional Pisa. Na prática, estamos formando gerações de pessoas distantes do conhecimento científico –e, com os cortes recentes em educação e em ciência, dizem os cientistas, o cenário vai ficar ainda pior.
  • (Folha de São Paulo)
Campanha contra o incentivo ao namoro entre crianças no Amazonas vira alerta para todo o Brasil
No início deste mês, a Secretária de Assistência Social do estado do Amazonas lançou uma campanha contra a erotização precoce das crianças. A iniciativa "Criança não namora. Nem de brincadeira" foi compartilhada nas redes sociais da secretaria para conscientizar pais e responsáveis quanto aos riscos de expor crianças a relacionamentos próprios da fase adulta. A ação, que tinha como objetivo conscientizar os pais da região Norte do Brasil, ganhou proporções nacionais. (Huff)

Assim como é tabu falar de sexualidade com seus filhos, também é falar de política (Texto em francês)
Falar de política com seus filhos, para muitos pais, é um pouco como falar sexualidade que nós sabemos o que é necessário, mas nem sempre é confortável fazê-lo. Assim, evitamos colocar o assunto na pauta, nos damos a boa consciência nos dizendo abertos a perguntas, na esperança de que eles não são nem muito difícil nem muito embaraçoso. Então nos tranquilizamos, dizendo que eles terão tempo de sobra para fazer essas perguntas depois... (Slate FR (texto em francês))

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Notícias de Educação - 20/abr/2017


Na Sala de Aula

Nos EUA, professores juntam milhões vendendo planos de aula
Com ajuda da plataforma Teachers pay Teachers (professores pagam professores), profissionais estão deixando a sala de aula para se dedicar integralmente ao trabalho de criar planos de aula e oferecê-los online para seus colegas. A atividade, que inicialemente era vista como um reforço para o orçamento doméstico, tem dado tão certo para alguns que virou o primeiro emprego. A matéria conta o caso de Hadar Hartstein, de 32 anos, da Califórnia, que lançou mais de 300 atividades no site e conseguiu juntar cerca de US$ 1 milhão durante os últimos seis anos. Seus materiais incluem desde cards do alfabeto a uma sequência didática inteira para letramento e matemática, que custa US$ 120. (Porvir)

Como lidar com o Bullying praticado contra você?
  • O Bullying não é um problema que deve ser ignorado e que “passa” depois de um tempo. Muita gente acaba sofrendo danos psicológicos por muito tempo devido a insultos durante a vida escolar. Para diminuir esse problema, existem algumas opções.
  • (Canal do Ensino)


Avaliações

Após reclamações, Inep justifica aumento da taxa de inscrição do Enem
  • Conforme justificativa apresentada pelo órgão, o aumento de aproximadamente 20% é resultado de uma atualização monetária. "Cerca de 6% são relativos ao Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de janeiro de 2016 a janeiro de 2017. Os demais 14% são referentes a correções do mesmo índice não aplicadas entre 2004 e 2014”, diz a nota.
  • (Brasil Escola)
  • Custo total do Enem por participante cai pela primeira vez desde 2010
  • (G1)

Gestão de Escola

Um segredo de escolas bem-sucedidas que não custa nada
  • A maior parte das medidas para melhorar o desempenho escolar demanda investimento, sejam elas na parte de recursos humanos, de infrestrutura ou de recursos pedagógicos. No entanto, um novo estudo sugere que um fator que não demanda nenhuma quantia pode ter papel importante para ajudar estudantes a aprenderem, mesmo quando estão em escolas em regiões desfavorecidas. Esse fator é o que cientistas chamam de capital social: a rede de relacionamentos entre gestores escolares, professores, familiares e a comunidade que cria confiança e regras que promovem o sucesso acadêmico.
  • (Porvir)
9 verdades e 1 mentira sobre inovação em educação
Na semana em que a brincadeira “9 verdades e 1 mentira” tomou conta das redes sociais, o Porvir resolveu entrar na onda e publicou dez afirmações sobre desejos dos estudantes, infraestrutura das escolas, metodologias e políticas educacionais. Todas as citações são baseadas em pesquisas recentes, mas uma delas é falsa. Você consegue adivinhar qual? (Porvir)

EUA começam a adotar livros com conteúdo livre para cortar custos no ensino superior
Para encontrar uma alternativa para a escalada de 88% no preço de livros didáticos ao longo da última década, os alguns estados dos Estados Unidos, como Maryland e Nova York, estão dando os primeiros passos para adotar obras com conteúdo livre. Para que a iniciativa ganhe tração, Maryland vai oferecer bolsas para professores que adotarem, adaptarem ou conseguirem escalar o uso de REA (Recursos Educacionais Abertos). Por mais que esses incentivos tenham valores baixos, entre US$ 500 e US$ 2.500 cada, é estimado que gerem uma economia de US$ 1,3 milhão durante o segundo semestre do ano. (Porvir)

Línguas indígenas devem ter espaço no ensino, diz professora
A necessidade do ensino das línguas indígenas em todos os níveis da formação educacional é um dos alertas feitos pela linguista Bruna Franchetto, do Museu Nacional da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Para a autora do artigo Línguas Silenciadas, Novas Línguas, publicado no livro Povos Indígenas no Brasil 2011-2016, devem existir, no Brasil, em graus variados de vitalidade, em torno de 160 línguas indígenas, distribuídas em 40 famílias, duas macrofamílias (troncos) e uma dezena de línguas isoladas. (Terra)

Bill Gates lista três áreas de conhecimento essenciais para empregos do futuro
Nesta semana, ele deu conselhos para quem está começando sua carreira agora. Gates acredita que, no futuro, quem tiver conhecimento em três áreas será mais procurado por empregadores: ciência, engenharia e economia. "Acredito que o básico do conhecimento está nas ciências, nas habilidades matemáticas e na economia - muitas carreiras do futuro devem exigir essas coisas", explicou Gates em entrevista a Daniel Roth, editor executivo do LinkedIn. (Olhar Digital)


Leis, políticas e politicagens





É preciso abandonar modismos educativos, diz ex-ministro português
Ministro da Educação de Portugal de 2011 a 2015, ele comandou uma comandou uma reforma no sistema educacional do país que recorreu a uma receita clássica. Priorizou português e matemática, eliminou disciplinas não tradicionais, como estudo acompanhado e projetos, e aumentou o rigor na seleção de professores. Tudo isso em meio a uma crise econômica que reduziu salários do funcionalismo e a críticas de sindicatos e pedagogos. (Folha de São Paulo)

Senado: CAS aprova destinação de metade de royalties de minérios a saúde e educação
  • Metade dos recursos da Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais (CFEM), hoje direcionada aos estados e municípios, à pesquisa no setor mineral e à proteção ambiental de regiões mineradoras, poderá vir a ser destinada à educação e à saúde. É o que estabelece o Projeto de Lei do Senado (PLS) 254/2013, aprovado pela Comissão de Assuntos Sociais (CAS) nesta quarta-feira (19).
  • (Senado)

União deve complementar Fundeb com 50% dos recursos, afirma especialista
  • Para aprimorar o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), a União deve aumentar em 40% os recursos repassados aos estados. A recomendação foi feita, na Câmara, pelo coordenador da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, Daniel Cara.
  • (Câmara)
Representantes do MST são recebidos no MEC para tratar sobre educação no campo
  • Durante encontro com o ministro Mendonça Filho, representantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) apresentaram demandas sobre educação no campo e conheceram iniciativas do MEC na área (Foto: Luís Fortes/MEC)O ministro da Educação, Mendonça Filho, e a secretária de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão, Ivana de Siqueira, receberam na tarde desta quarta-feira, 19, representantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) para discutir questões voltadas à educação no campo. Os coordenadores nacionais do movimento, Erivan Hilário e Atiliana Brunetto, apresentaram demandas e aproveitaram para saber das políticas do ministério para a área.
  • (MEC)

Pesquisas e Estatísticas

ONU alerta que meta de educação para 2030 está ameaçada
  • Anos de negligência deixaram 260 milhões de crianças sem escola enquanto outras 400 milhões são analfabetas funcionais, disse nesta quarta-feira, 19, Gordon Brown, enviado especial da ONU para educação. Ele advertiu que, se uma maneira melhor de financiar a educação não for encontrada, mais de 800 milhões de jovens terão deixado a escola até 2030 sem ter obtido as ferramentas necessárias para conseguir um emprego. Segundo ele, o número representa metade das 1,6 bilhão de crianças no mundo.
  • (O Estado de São Paulo)
Um em cada dez estudantes é vítima frequente de bullying
No Brasil, aproximadamente um em cada dez estudantes é vítima frequente de bullying nas escolas. São adolescentes que sofrem agressões físicas ou psicológicas, que são alvo de piadas e boatos maldosos, excluídos propositalmente pelos colegas, que não são chamados para festas ou reuniões. O dado faz parte do terceiro volume do Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa) 2015, dedicado ao bem-estar dos estudantes. Em um ranking de 53 países sobre exposição ao bullying, o Brasil está em 43º. (Exame)

  • 18% dos alunos brasileiros já sofreram bullying, diz pesquisa
  • (Universia)

  • Relatório da OCDE alerta para bullying e internet em excesso
  • (Exame)
  • 44% dos estudantes brasileiros de 15 anos trabalham, diz ranking
  • (Veja)
Apoio de pais e professores é importante para os estudantes
Estudantes que têm pais interessados nas atividades escolares são 2,5 vezes mais propensos a estar entre as notas mais altas da escola e 1,9 vezes a estar muito satisfeitos com a vida. Com o apoio dos familiares, os estudantes também têm duas vezes menos chance de se sentir sozinhos na escola e são 3,4 vezes menos propensos a estar insatisfeitos com a vida. Os dados integram o último relatório divulgado pelo Programa Internacional de Avaliação de Alunos (Pisa). (Carta Educação)

Especialistas apontam educação de qualidade como base para o crescimento
  • O chamado custo Brasil pode ser definido como o conjunto de entraves estruturais, burocráticos e econômicos que dificulta o investimento no país. Em audiência pública interativa nesta quarta-feira (19), quatro especialistas em desenvolvimento econômico apontaram alguns caminhos que podem ajudar o Brasil a crescer de maneira mais sustentável e eficiente. Educação de qualidade, desburocratização e juros mais baixos foram algumas das sugestões apresentadas.
  • (Senado)


Profissonais da Educação

Governo paulista paga bônus a servidores da Educação nesta quinta-feira
  • O governo de São Paulo anunciou que vai pagar nesta quinta-feira (20) o bônus por mérito a quase 200 mil servidores da secretaria estadual de Educação. Ao todo, a pasta irá destinar R$ 290,3 milhões aos profissionais da rede pública.
  • (iG)

Eventos

Evento visa conscientizar sobre planejamento das finanças
  • O Comitê Nacional de Educação Financeira (Conef) vai realizar, de 8 a 14 de maio, a 4ª Semana Nacional de Educação Financeira. Por meio de ações gratuitas, a iniciativa busca promover a Estratégia Nacional de Educação Financeira (Enef), uma mobilização multissetorial em prol da promoção de ações na área.
  • (MEC)

Outras do dia

Em resposta ao jogo Baleia Azul, "Baleia Rosa" promove desafios em prol da vida
Com o aumento dos casos de jovens arriscando suas vidas no jogo da Baleia Azul, uma iniciativa criada por usuários brasileiros faz justamente o contrário: promover desafios de valorização da vida através da página Baleia Rosa. (Canaltech)

  • Em tempos de Baleia Azul e “13 Reasons Why”, o papel da escola é fundamental
  • (Gazeta do Povo)

  • Prefeitura de Curitiba emite alerta contra desafio da Baleia Azul
  • (Exame)
Escola em PE fecha as portas após ser atacada por bandidos mais de 20 vezes
  • Escolas públicas de Jaboatão dos Guararapes, cidade da região metropolitana do Recife, viraram alvo de criminosos durante uma onda de violência que vem assolando Pernambuco desde o ano passado. Uma delas fechou as portas após uma série de ataques.
  • (Folha de São Paulo)
RJ: Fiocruz suspende aulas em escola politécnica devido à violência
  • A Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio, da Fundação Instituto Oswaldo Cruz (EPSJV/Fiocruz), suspendeu todas as atividades de ensino até a próxima terça-feira (25), devido à violência constante e aos conflitos armados registrados na região de Manguinhos, zona norte do Rio de Janeiro, onde está situada.
  • (Exame)

quarta-feira, 19 de abril de 2017

Notícias de Educação - 19/abr/2017


Nossa palavra

Alfabetizar com letra cursiva? Ainda hoje?
Em todo o mundo, escolas começam a alfabetizar já na letra bastão ("do computador"), menosprezando a letra cursiva.
Quais as vantagens? E quais as desvantagens?
Confira o novo programa! (Focando Educação)


Na Sala de Aula


8 mitos sobre o cérebro que ainda estão presentes em sala de aula
Escutar Mozart não ajuda a aprender melhor. E também é mentira que utilizamos apenas 10% do cérebro. Esses e outros mitos sobre o cérebro já foram desmascarados, mas alguns deles continuam vivos em sala de aula e influenciando decisões pedagógicas. Confira comentários a alguns deles feitos por Anna Forés Miravalles, professora da faculdade de Educação da Universidade de Barcelona e coautora do livro recém-lançado Neuromitos da Educación, ainda não traduzido para o português. (Gazeta do Povo)

Educação bilíngue cresce em todas as regiões do Brasil
  • Saber falar inglês é cada vez mais essencial na formação das crianças diante do mundo globalizado. Ter acesso a uma infinidade de conhecimentos e se tornar um cidadão pluricultural traz diversos benefícios para quem tem essa oportunidade e estudos comprovam que quanto mais cedo, mais fácil fica o aprendizado. Por isso, a procura por escolas bilíngues vem crescendo no Brasil.
  • (Exame)

Alunos da FGV e da USP desenvolvem app para auxiliar escolas e cursinhos
Estudantes da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas (EAESP/FGV) e do Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo (IME/USP) desenvolveram um aplicativo com mais de 40 mil exercícios para auxiliar o aprendizado em escolas do ensino médio e cursinhos pré-vestibular. (O Estado de São Paulo)

Como todos podem sair ganhando no trabalho em grupo
Uns poucos fazem tudo, seja porque não dão espaço e voz para colegas ou porque há sempre aqueles que se aproveitam dos demais. Para deixar de lado essa percepção sobre o trabalho em grupo e mostrar os ganhos de aprendizagem que a metodologia pode trazer, o livro “Planejando o Trabalho em Grupo – Estratégias para Salas de Aula Heterogêneas”, surge como uma referência para apoiar educadores. (Porvir)

Da educação democrática para uma sociedade coletiva
Cresce no mundo o número de escolas públicas cujas propostas pedagógicas se orientam para a participação ativa dos estudantes na gestão, a construção de currículos que possibilitam uma multiplicidade de itinerários formativos, a integração comunitária e planetária. A estas escolas somam-se projetos, programas e políticas de governo orientados por estes princípios. Este processo resulta do avanço dos debates e proposições em relação ao reconhecimento da crise socioambiental a que a noção moderna de progresso levou a humanidade. (Aprendiz)


Gestão de Escola




Ampliar escala das ações de formação continuada é desafio para oscs, aponta levantamento
  • Quais são as organizações que promovem ações de formação continuada de professores no Brasil? Quais suas fontes de financiamento? Qual a sua abrangência? Como dialogam com as redes de ensino? O levantamento foi divulgado nesta segunda-feira (17/04). Os resultados da análise indicam que as OSCs têm um importante papel para a qualificação do trabalho docente, contudo indicam que ampliar o alcance das ações formativas ainda é um desafio a ser superado.
  • (Cenpec)
SP: Fila da creche ganha quase 23 mil nomes na gestão Doria
  • Ao todo, a demanda subiu 35% em relação ao último balanço publicado em dezembro de 2016. No início do ano, a fila tinha 65.080 nomes. Em março chegou a 87.906.
  • (Agora SP)

Inclusão

Ministério da Educação desenvolve políticas e ações voltadas para povos indígenas
  • O Ministério da Educação investe na educação escolar específica para os povos indígenas. São programas e ações que visam garantir o acesso aos conhecimentos universais e também aos conhecimentos particulares relacionados às culturas e línguas indígenas. Segundo dados do censo de 2010, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil tem 896 mil indígenas, distribuídos em 305 etnias, e 274 línguas indígenas faladas. O Censo da Educação Superior de 2015, do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), mostra que mais de 32 mil estão matriculados na educação superior em todo o país.
  • (MEC)

Leis, políticas e politicagens

Lídice da Mata critica tratamento dado à alfabetização na Base Nacional Comum Curricular
  • O documento, que terá validade a partir de 2019, prevê que a alfabetização deverá ocorrer nos dois primeiros anos do ensino fundamental, ou seja, aos 6 e 7 anos. Segundo a senadora, se essa ideia prevalecer, aumentará o abismo entre os estudantes oriundos de famílias ricas e os de famílias pobres.
  • (Senado)
'Escola neutra é mais ideológica do que a outra', diz professor
  • Para o docente português Licínio Lima, não há educação sem uma dimensão antropológica. 'Educação é sempre a favor de alguma coisa, contra alguma coisa' Licínio destaca ainda que a escola tem papel primordial na construção de sociedades democráticas, salientando que é o espaço em que são construídos cidadãos democráticos. Assim, critica os projetos que buscam uma escola supostamente neutra, o que, ao seu ver, são aqueles que verdadeiramente escondem uma ideologia.
  • (RBA)
Justiça do Rio derruba lei que proibia escolas de discutir gênero
A decisão foi tomada, por maioria de votos, pelo Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Estado. A Defensoria Pública entrou com uma ação questionando a constitucionalidade da lei. Para o defensor público-geral do estado, André Castro, a lei impede o debate sobre significados que a sociedade atribui a homens e mulheres. (Exame)


Para pensar - artigos e opiniões


O impacto da impressão 3D e da cultura maker na educação
  • Pode-se observar nas escolas do Brasil e do mundo a formação de jovens sem habilidades, conhecimentos e competências críticas para uma vida bem-sucedida, tanto pessoal como profissional. Na era digital, um período com mudanças e transformações aceleradas, as competências e os conhecimentos desenvolvidos nas escolas muitas vezes não são relevantes.
  • (iMasters)

Pesquisas e Estatísticas

80% dos estudantes dizem sentir muita ansiedade durante provas
  • Oito em cada dez estudantes brasileiros dizem sentir muita ansiedade para uma prova, mesmo quando se prepararam para ela. Os dados fazem parte de um questionário, com foco no "bem-estar" de estudantes de 15 anos, aplicado pelo Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa, na sigla em inglês), em 2015 em 72 países
  • (O Estado de São Paulo)
  • Estudantes brasileiros são 'felizes' e estão entre os que mais usam internet fora da escola, diz OCDE
  • (BBC)
Brasil é o 6º país em que mais jovens de 15 e 16 anos trabalham
  • Dados do Pisa (Programa Internacional de Avaliação de Estudantes) 2015 divulgados nesta quarta (19) mostram que o Brasil é um dos seis países em que mais jovens entre 15 e 16 anos de idade se encontram no mercado de trabalho.
  • (Uol)

EAD

A USP acaba de lançar mais um curso online gratuito
Inovação é palavra de ordem no mundo dos negócios, mas pode ser difícil saber por onde começar ou como organizar esse processo dentro das organizações. Foi pensando nisso que a Universidade de São Paulo (USP) criou um curso online de Gestão da Inovação, disponível gratuitamente na plataforma Veduca. (Exame)

Escola de inglês irlandesa oferece cursos gratuitos em plataforma online
A escola de idiomas Seda College, sediada em Dublin, capital da Irlanda, lançou neste mês uma plataforma online gratuita para estudar inglês. Para acessá-la, os interessados devem se cadastrar no site da ferramenta, que está limitada a 500 usuários por país. (O Estado de São Paulo)


Ensino Superior



Fies deve ser fraco no 2º semestre, prevê mercado
  • O setor de ensino privado está pouco otimista com a oferta de vagas pelo Fies no segundo semestre. Parte acredita que não haverá novas inscrições. Outros grupos do mercado preveem número ainda menor do que as cerca de 60 mil vagas ofertadas nesse período nos dois últimos anos. O motivo para o pessimismo é o discurso de austeridade da equipe econômica do governo, que prevê cortes de R$ 42,1 bilhões nas despesas da União este ano.
  • (IstoÉ)
Falta de pagamento de bolsas preocupa alunos da UFSCar; universidade também deve para empresas
  • A UFSCar alega que recebeu 33% a menos do que precisa para cobrir as despesas e herdou uma dívida de R$ 4 milhões do ano passado. Durante a noite desta terça, a universidade informou que recebeu a verba do Ministério da Educação (MEC) e vai efetuar os pagamentos das bolsas "dentro do prazo de processamento bancário".
  • (G1)
Novo reitor da Unicamp promete extinguir duplo salário na instituição
  • O físico Marcelo Knobel, 48, eleito novo reitor da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) para o quadriênio 2017-2021, toma posse do cargo nesta quarta-feira (19) com a promessa de extinguir, por um ato administrativo, a dupla matrícula de professores e funcionários. A cerimônia está marcada para as 18h, em Campinas.
  • (Folha de São Paulo)
Todas as universidades brasileiras que aceitam o Enem
  • O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é utilizado como porta de entrada para uma série de universidades brasileiras. A seguir, reunimos todas que aceitam o exame como vestibular na íntegra ou parcialmente. Vale lembrar que algumas instituições de ensino portuguesas também utilizam a prova.
  • (Universia)

Profissonais da Educação

Professores receberão vacina gratuita contra vírus da gripe
  • Os professores de escolas públicas e particulares já podem comparecer aos postos de saúde para a vacinação gratuita contra o vírus da influenza (gripe). É a novidade deste ano na campanha nacional de vacinação que começou esta semana, e tem como meta imunizar 49 milhões de pessoas.
  • (MEC)

Eventos

CE ouvirá ministro da Educação sobre corte no Ciência Sem Fronteiras
  • O ministro da Educação, Mendonça Filho, deverá comparecer à Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) para prestar esclarecimentos sobre a decisão do governo federal de suspender a oferta do Programa Ciências Sem Fronteira para alunos de graduação. Requerimento com esse objetivo foi aprovado na reunião desta terça-feira (18) do colegiado.
  • (Senado)

Outras do dia

Jogo Baleia Azul preocupa jovens, pais e professores; alunos comentam
  • A corrente virtual propõe atividades autodestrutivas. A sequência de desafios pode ser prevenida: a dica de especialistas em educação é ficar de olho no comportamento de crianças e adolescentes e apostar no diálogo. No Brasil, casos de suicídio suspeitos são investigados.
  • (Correio Braziliense)