terça-feira, 11 de abril de 2017

Notícias de Educação - 11/abr/2017


Na Sala de Aula

Estudantes aprendem melhor quando colocam a “mão na massa”
O chamado ‘movimento maker’ propôs nos últimos anos o resgate da aprendizagem mão na massa para todas as etapas da escola. Também chamada de ‘hands-on’, a abordagem tem alcançado resultados excelentes onde é aplicada – inclusive quando comparada à convencional. (Gazeta do Povo)

Utilizamos somente 10% do cérebro e outras crenças falsas em educação
Nos últimos anos a neurodidática, que estuda como o cérebro aprende, está transformando a educação. O grande avanço é que, graças aos equipamentos de neuroimagem, é possível ver a atividade cerebral no momento em que as tarefas são realizadas e, assim, detectar quais são os métodos de aprendizagem mais eficazes. Mas essa revolução traz um risco: a má interpretação, por parte dos educadores, de algumas descobertas científicos. (El País)

Método criado por Paulo Freire completa 54 anos neste mês
  • O método se diferenciava por trabalhar com palavras que faziam parte da realidade dos alunos, como tijolo ou cimento, por exemplo. Além disso, se propunha a debater a situação de vida dos estudantes e, a partir daí, dar-lhes consciência crítica e autonomia. A primeira experiência ficou conhecida como as 40 horas de Angicos; esse era o tempo total em que o método era aplicado.
  • (MEC)


EdTech e a revolução para o setor de educação
  • Caminhamos para um estilo de vida on demand. É provável que, no futuro, poucas ofertas não sigam esse modelo sob demanda. Um setor que tem demonstrado um crescimento exponencial nesse sentido é o mercado de educação e capacitação online, por conta do rápido avanço das tecnologias utilizadas para gerar a melhor experiência e interação nos cursos, onde o aluno estiver.
  • (CanalTech)
Geração digital de hoje: líderes de amanhã
Embora o grau de educação formal da geração Y seja superior comparado ao dos pais ou avós, a velocidade das mudanças no mundo digital exige novas e sofisticadas competências para aumentar a empregabilidade. Um relatório do Fórum Econômico Mundial estima que 65% das crianças que hoje estão iniciando a educação básica ocuparão funções totalmente novas que ainda não existem. Como preparar uma geração para algo que ainda não existe? Para preparar essa geração e as que se seguirem e capacitá-las com competências adequadas para a economia digital, as organizações, sejam públicas, privadas ou sem fins lucrativos, precisam agir rápido. (Business Leaders)


Avaliações


ENEM
  • Personalização das provas visa dar mais segurança a candidato
  • (MEC)
  • Inscrição para o Enem fica 20% mais cara em 2017
  • (R7)
  • Taxa de inscrição do Enem 'não cobre nem um terço do custo do exame', diz Inep
  • (G1)
  • Aumento de 20% da taxa do Enem reflete inflação de anos anteriores, diz Inep
  • (R7)
  • Edital do Enem 2017 apresenta novidades para pedidos de isenção de taxa
  • (MEC)
  • Estudantes surdos terão vídeo com prova do Enem traduzida
  • (Terra)
  • Cartões de confirmação Enem 2017 estarão disponíveis pela internet
  • (Universia)
  • Como usar as notas do Enem 2017
  • (Universia)
  • Espelhos da redação do Enem 2016 saem nesta terça-feira, diz Inep
  • (G1)

Gestão de Escola

Conteúdos da FTD serão integrados à plataforma de educação do Google
  • A FTD Educação e o Google anunciaram nesta segunda-feira (10) uma parceria que levará conteúdos didáticos da editora para dentro da plataforma Google Education, pacote de aplicações com o Drive (para armazenamento de dados), o Calendário e o Sala de Aula, que permite ao professor gerenciar tarefas escolares, acompanhar a execução de trabalhos e tirar dúvidas em tempo real. A partir de agora, escolas que já acessam conteúdos por uma plataforma própria da FTD vão começar um período de transição e, em 2018, todos os exercícios e materiais serão oferecidos exclusivamente no novo ambiente.
  • (Porvir)
Ataques a secretário de Educação viram guerra nas redes sociais
  • Desde que o secretário municipal de Educação de São Paulo, Alexandre Schneider, classificou como intimidação a visita do vereador e líder do MBL, Fernando Holiday, começou uma guerra nas redes sociais - e a guerra acabou na polícia. Mais precisamente na Delegacia de Crimes Eletrônicos de São Paulo.
  • (Catraca Livre)

Inclusão

UFU cria comissão para evitar fraudes de candidatos cotistas
  • Candidatos autodeclarados pretos, pardos e indígenas que concorrem às vagas da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) contarão com uma novidade este ano: a criação de uma comissão técnica para entrevistar os concorrentes e evitar fraudes no uso das cotas.
  • (Brasil Escola)

Leis, políticas e politicagens

MEC dará prazo de 2 anos a estados e municípios para adequação de currículos
  • O Ministério da Educação (MEC) vai fixar um prazo de até dois anos após a homologação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) para que estados e municípios elaborem os próprios currículos. São os currículos que vão definir como os objetivos de aprendizagem estabelecidos devem chegar aos estudantes nas salas de aula.
  • (EBC)
  • Visões sobre a Base Nacional Comum Curricular
  • (Jeduca)

Para pensar - artigos e opiniões

O que ajuda a ser um bom aluno?
  • Pesquisas atuais reforçam que questões tão distintas como nutrição adequada, pais próximos e contato adiado com as drogas colaboram para o desenvolvimento cognitivo e para a vida escolar dos jovens
  • (Época)
Por que a escola trata com os pais o que deveria ser tratado com os alunos?
  • Por que a maioria das escolas não quer ouvir seus alunos, preferindo resolver e tratar com os pais as situações difíceis que os alunos criam ou enfrentam no espaço escolar? Por que não considera os argumentos, posições e opiniões daqueles que são o foco de seu trabalho? O alunado não tem voz nas escolas, a não ser para dizer o que a escola quer ouvir, e apenas quando ela pede que seja dito.
  • (Folha de São Paulo)

EAD

MEC atua na expansão da educação superior a distância
  • Ao contrário do que muitos pensam, a demanda de cursos a distância só aumenta, principalmente em faculdades particulares. E o número de alunos que aderem a esse tipo de ensino está estimado em mais de 1 milhão, hoje, somente no Brasil.
  • (A Tribuna)

Ensino Superior

Uerj volta às aulas após três meses de paralisação
  • A Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) retomou suas atividades acadêmicas a partir de hoje (10), após quase 4 meses de paralisação. A decisão foi tomada em reunião feita na última sexta-feira (7) entre a reitoria e o Fórum de Diretores das Unidades Acadêmicas. Também retornarão às aulas os alunos do Colégio de Aplicação da Uerj (Cap-Uerj). As aulas são correspondentes ainda ao segundo semestre de 2016. O reitor Ruy Garcia Marques explicou voltamos por respeito aos alunos e à sociedade.
  • (Terra)
  • Com três salários atrasados, professores decidem retomar as aulas na Uerj
  • (Uol)
  • Após três meses, Uerj retoma as aulas com protestos e possibilidade de greve
  • (Folha de São Paulo)

Eventos

Família na escola melhora educação
  • Milhares de pais e responsáveis por estudantes de todo o Estado participaram, sábado, de atividades nas escolas em que seus filhos estudam. Este foi o segundo Dia da Família na Escola, uma iniciativa do Movimento Santa Catarina pela Educação, que envolve as quatro federações empresariais do sistema S, a Fiesc, Fecomércio, Faesc e Fetrancesc, mais o governo estadual e outras instituições.
  • (Diário Catarinense)

Outras do dia

Medida nos EUA “obriga” alunos a estudar depois do ensino médio
  • A prefeitura de Chicago tem um plano inusitado para ‘obrigar’ os estudantes a fazerem ensino superior ou a trabalharem após o ensino médio. Para obter o certificado de conclusão do ciclo, os estudantes poderão ter de apresentar uma carta de aceitação de uma universidade, estágio, curso técnico ou alistamento militar. Ou, ainda, provarem ter uma oferta de emprego.
  • (Gazeta do Povo)